Oscar 2015 – ‘Livre’

FOX_3558.psd

Quando li as primeiras notícias sobre “Livre”, não posso mentir que me bateu uma preguiça danada do filme. Afinal, quantas vezes a gente já não viu essa história da pessoa que põe o pé na estrada pra refletir sobre a vida e encontrar seu lugar no mundo? Até Machado de Assis caiu nesse clichê em “Memórias Póstumas de Brás Cubas” (ainda que seja pra criticar esse costume da elite – o que, claro, escapou da minha leitura adolescência). Pra piorar, histórias de autoajuda me dão sono! Tanto que a única vez em que dormi no cinema foi vendo “Comer, Rezar, Amar”. Ou seja, fui assistir ao filme com os dois pés atrás.

E não é que saí emocionado do cinema? Se é verdade que todas as histórias da humanidade já foram contadas, “Livre” é a maior prova de que o mais importante não é “o que acontece”, mas sim “como acontece”. Um roteiro adulto, doloroso, extremamente fragmentado e que nos leva a repensar profundamente as decisões que tomamos. Se a vida é feita de escolhas, enfrentar as consequências precisa ser parte do jogo. Mesmo que a gente não sabia como.

Nesta terceira postagem sobre os indicados ao Oscar, eu comento minhas impressões sobre o filme e quais as chances dele (na minha modesta opinião) nos prêmios de “Melhor Atriz” e “Melhor Atriz Coadjuvante”. É só dar play aqui embaixo!

(você confere as postagens anteriores aqui e aqui)

Anúncios

Um comentário sobre “Oscar 2015 – ‘Livre’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s